quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Sepultamentos estão proibidos no interior de Joaçaba

O Ministério Público (MP) de Joaçaba, no Meio-Oeste de Santa Catarina, suspendeu o funcionamento de cemitérios no interior do município, por estarem prejudicando o meio ambiente.

Há um ano, uma ação civil pública havia exigido que os cemitério se adequassem às normas ambientais. O juiz da primeira vara concedeu uma liminar dando uma prazo para que os locais fizessem isso. O município solicitou ainda, uma prorrogação de 90 dias, prazo que venceu em novembro.

Em 10 dias, as comunidades que tiveram os serviços suspensos deverão apresentar um documento com propostas de melhorias. Segundo o Ministério Público, aquelas que atenderem melhor às reivindicações serão aceitas e o serviço será restabelecido.

Ainda de acordo com o MP, somente o cemitério do Centro continua funcionando e deverá atender as demandas da cidade neste período de readequação dos demais cemitérios.

Saíba mais sobre a polêmica

 No link a reportagem especial que o Blog publicou:

http://blogdoederluiz.blogspot.com/2010/11/reportagem-especial-polemica-dos_08.html

Um comentário:

  1. Clap...clap...clap! (aplausos)
    Então, aplausos para o MP que, afinal, tomou uma posição. ERRADA, pra variar.
    O cemitério municipal pode estar devidamente documentado perante os órgãos fiscalizadores, mas, é o que mais polui as águas do Rio do Peixe. Basta ir lá, no local, Senhor Promotor, e pisar com seus belos sapatos dentro do que escorre dos... precisa dizer? Não, claro. Mas tendo a papelada em dia, tá tudo bem, né?
    No interior, nos pequenos cemitérios, nas encostas, ou no alto dos morros, os sepultamentos são bastante raros (tres ou quatro ao ano) mas lá está proibido. Já no cemitério municipal de Joaçaba a média de sepultamentos é de 2 a 3 por dia. Em cima da barranca do rio. Ali está liberado.
    Promotores...
    Dá pra entender?

    ResponderExcluir